haplous

gr. / aplos: simples; aparentado com o monoeides ou os conceitos negativos de «sem partes» (ameres), incomposto (asyntheton) ou indivisível ( ), contrapondo-se ao multiforme (poikiloon, polyeides, polyplokoteron) ou composto ( , synkeisthai). Para Plotino, caráter fundamental do Belo.

haplous

gr. haplous: simples; aparentado com o monoeides ou os conceitos negativos de «sem partes» (ameres), incomposto (asyntheton) ou indivisível (atomon), contrapondo-se ao multiforme (poikiloon, polyeides, polyplokoteron) ou composto (syntheton, synkeisthai). Indica também a validade de um conhecimento elementar (Teeteto, Fedro, Parmênides), mas também constitui, no sentido da simplicidade como clareza e nitides, a condição de um diálogo bem-sucedido, isto é, perguntas e respostas não podem ser poikilon (Teeteto).

Absolutum ou Secretum

Se, na verdade alvorece uma época que se há-de caracterizar pela renúncia ao Mito do Homem criador, e não «receptor de cultura», que aceita sem constrangimento o mundo que lhe é dado, os que sempre lhe foram dados por Fulgurações Ofuscantes, temos de admitir a contragosto da nossa incondicionada e incondicionável «vontade de poder», que o transobjetivo, o eminentemente Real envolve como um só horizonte, todos os mundos já vistos ou que havemos de ver, juntamente com a nossa irredutível subjetividade.

Absoluto

Submitted by mccastro on Mon, 30/04/2012 - 11:06

A Primeira Hipóstase da Suprema Tríade Divina é chamada de modo variado: frequentemente é simplesmente "O Primeiro". Segundo um ponto de vista lógico, ou dialético, é o Uno. Moralmente vista, é o Bem; em vários outros usos e aspectos é O Simples, O Absoluto, O Transcendente, O Infinito, O Incondicionado; algumas vezes o Pai. [John Dillon, Plotinus, The Enneads]

One-absolute (Um-absoluto)

The One, as transcending Intellect, transcends knowing: above all need, it is above the need of the knowing which pertains solely to the Secondary Nature. Knowing is a unitary thing, but defined: the first is One, but undefined: a defined One would not be the One-absolute: the absolute is prior to the definite. V Third 12

Fedro 256a-257b — Recompensas para os verdadeiros amantes

Se a melhor parte da alma sair vitoriosa e os conduzir a uma vida bem ordenada e filosófica, eles passarão o resto de sua vida felizes e em harmonia, sob o comando da honestidade, reprimindo a parte da alma que é viciosa e libertando a outra que é virtuosa. E ao morrer recebem asas e ficam leves, pois venceram um dos três combates verdadeiramente olímpicos, o maior bem que a sabedoria humana ou a loucura divina podem proporcionar a um homem.

Simplicidade

As características do Uno decorrem por um raciocínio lógico de que ele é princípio. O que é antes de toda coisa deve ser necessariamente simples e diferente do que segue, sendo ele mesmo sem se misturar ao que vem dele, mas no entanto estando presente de uma outra maneira aos outros.

MacKenna: Tractate 32,13 (V,5,13) — A transcendência absoluta do Bem

13. The Supreme, as the Absolute Good and not merely a good being or thing, can contain nothing, since there is nothing that could be its good.

Anything it could contain must be either good to it or not good; but in the supremely and primally Good there can be nothing not good; nor can the Absolute Good be a container to the Good: containing, then, neither the good nor the not good it contains nothing and, containing nothing, it is alone: it is void of all but itself.