mysterion

Mistério do grego que significa etimologicamente fechar os olhos ou a boca. Designa originalmente um segredo ou uma realidade a se manter secreta. Refere-se então a práticas e ritos de certas religiões antigas, reservados aos iniciados, os Mistérios.

mysterion

VIDE Mysteria

Mistério do grego mysterion que significa etimologicamente fechar os olhos ou a boca. Designa originalmente um segredo ou uma realidade a se manter secreta. Refere-se então a práticas e ritos de certas religiões antigas, reservados aos iniciados, os Mistérios (mysteria).

Enéada VI,9,11 — "Fugir só para ele só..."

Capítulo 11: "Fugir só para ele só..."
1-7. Depois de ter contemplado o Uno, guarda-se uma imagem dele que é difícil de exprimir.
8-25. A contemplação do Uno implica em um estado de possessão divina, um "êxtase", uma "simplificação" e uma "doação" de si.
25-35. Tudo que se pode dizer da contemplação do Uno nada mais é que uma imagem, um enigma que é preciso interpretar.
35-51. A subida da alma até o Uno é uma fuga solitária do mundo daqui de baixo; lá, próximo do Uno, é a vida que levam os deuses e os homens divinos.

korybantes

Los ritos coribánticos provenían de los cultos de la diosa Cíbele, de origen frigio. Hicieron propias las funciones curativas de la diosa y, gradualmente, adquirieron una existencia independiente. Estos ritos comportaban movimientos que eran una combinación de frenéticas danzas, saltos y melodías producidas por flautas, que adquiría un singular carácter subyugante. En la ceremonia que precede a la iniciación, los coribantes rodean al neófito, colocado en un trono, y le danzan alrededor (v. I. M. Linforth, The Corybantic Rites in Plato, Univ. of Calif. Publ. in Class. Philology, vol.

BQT 209e-210d: A iniciação e seus graus

São esses então os casos de amor em que talvez, ó Sócrates, também tu pudesses ser iniciado; mas, quanto à sua perfeita contemplação, em vista da qual é que esses graus existem, quando se procede corretamente, não sei se serias capaz; em todo caso, eu te direi, continuou, e nenhum esforço pouparei; tenta então seguir-me se fores capaz: deve com efeito, começou ela, o que corretamente se encaminha a esse fim, começar quando jovem por dirigir-se aos belos corpos, e em primeiro lugar, se corretamente o dirige o seu dirigente, deve ele amar um só corpo e então gerar belos discursos; depois deve