genesis

génesis.- nascimento, passagem ao ser, tornar-se (oposto a ser), processo, passagem a um contrário, mudança substancial. A geração é uma das duas transformações fundamentais, que afetam a própria substância: geração, que faz aparecer uma nova substância, e corrupção (phthorá), que a destrói. As outras transformações são mudanças na substância, que continua a mesma (v. kínesis).

Cosmogonia

Submitted by mccastro on Wed, 23/05/2012 - 11:21

GUTHRIE, W. K. C., «THE RELIGION AND PHILOSOPHY OF THE GREEKS», C. A. H„ 2.a ED., VOL. II, CAP. XL, CAMBRIDGE, 1961, PP. 35-36

1.3 Cronologia absoluta do Timeu

1.3 Cronologia absoluta

O lugar do Timeu no corpus platônico tem sido uma questão muitíssimo discutida, flutuando as opiniões, de um modo geral, em duas orientações principais: segundo a primeira (a mais antiga), o diálogo pertence à última fase de Platão, de que fazem parte também o Sofista, o Político, o Filebo e as Leis; de acordo com a segunda, o diálogo deverá, por outro lado, ser incluído na fase média juntamente com Crátilo, Fédon, Banquete, República, Fedro, Parmênides e Teeteto.

1.2 Datação do Timeu

1.2 Datação

Ao abordarmos a data de uma obra dramática, como são as de Platão, deveremos, antes de mais, ter em conta que este aspeto deve ser entendido sob dois pontos de vista: o da data dramática, isto é, a altura ou época a que se reporta a ação narrada; e, por outro lado, o da data real de composição, o mesmo que dizer quando foi realmente escrita a obra.

Jowett: EUT 9e-11b — Exame crítico

Soc. Ought we to enquire into the truth of this, Euthyphro, or simply to accept the mere statement on our own authority and that of others ? What do you say ?

Euth. We should enquire ; and I believe that the statement will stand the test of enquiry.

Soc. We shall know better, my good friend, in a little while. The point which I should first wish to understand is whether the pious or holy is beloved by the gods because it is holy, or holy because it is beloved of the gods.

Euth. I do not understand your meaning, Socrates.

Objeções de Aristóteles a Platão

Aristóteles e as objeções a Platão.

Aristóteles de Estagira, filho do famosa médico do rei Filipe, preceptor ele mesmo do jovem Alexandre, foi quem viu já com clareza as falhas do pensamento de Platão. Em vários dos seus escritos, com muita frequência, Aristóteles polemiza com Platão. Para com Platão, Aristóteles tem o máximo respeito; em todo momento chama-o seu mestre, seu amigo. Polemiza, todavia, com frequência com ele. E as objeções que Aristóteles formula contra a teoria das ideias de Platão podem reduzir-se a seis grupos característicos.

Estrutura do Timeu

  • Introdução 17a-27b
    • Situação dramática
    • Intervenção de Sócrates
      • Resumo da entrevista anterior
      • O voto de Sócrates
    • Intervenção de Critias
      • As fontes de seu relato
      • O relato
        • A Atenas antiga
        • A Atlântida
      • O projeto de Critias para responder ao voto de Sócrates
    • Distribuição dos papéis
  • Prelúdio
    • Oração
    • Notas preliminares
      • Princípios
        • Separação ontológica
        • Princípio da causalidade