Brun

Jean Brun é um notável filósofo francês com reflexões sobre a história, a técnica e outros temas. Obras citadas: Platão. Lisboa: Dom Quixote, 1985

Platão: Mito da Natureza da Alma

3. A natureza da alma. — O Fedro, acabamos de o ver, comparou a alma com um carro alado, com um cocheiro e dois cavalos; uma passagem do texto, que segue de perto tanto este como a narrativa do episódio da queda, traz-nos pormenores acerca desse carro. O primeiro dos cavalos (cf. 253 d e seg.) é um cavalo branco de olhos pretos, é belo e forte, ama a prudência (sophrosyne) e a moderação (aidos); companheiro da opinião verdadeira, não precisa de ser batido para ser conduzido, a palavra de encorajamento é suficiente para ele.

Brun: A participação das ideias

Em relação a todo este parágrafo, cf. J. Wahl, Etude sur le «Parménide» de Platon (Paris, 1926). Joseph Moreau, «Acerca da significação do Parmênides», in Le sens du Platonisme, p. 303. Victor Brochard, «La théorie platonicienne de la participation d'après le Parménide et Le Sophiste» (in Etudes de philo, ancienne et de philo, moderne, Paris, 1926). A. Diès, La définition de l'Etre et la nature des idées dans «Le Sophiste» de Platon (Paris, 1932). Rodier, «Remarques sur le Philèbe», in Etudes de Philosophie grecque, Paris, 1926). A. E.

Brun: As ideias

Assim, os números, as figuras geométricas, são ideias, o sensível só pode ser entendido pelo inteligível, o objeto só pode ser definido por uma atividade do juízo; além disso a matemática é apenas uma propedêutica, não nos dá a Justa Medida; importa portanto pormenorizar aquilo que Platão entende por ideia.

A antiga e a nova Academia

A antiga Academia
Excertos de Jean Brun, "Platão"

A escola que Platão fundou nos jardins de Academo, perto de Atenas, constitui o primeiro instituto verdadeiramente organizado para acolher alunos. Biblioteca, sala de aulas, quartos, etc, conferem aos estudos filosóficos uma nova perspectiva. A escola trabalha segundo programas preestabelecidos e de todo o lado se acorre para assistir às aulas. Muitos alunos saídos da Academia irão espalhar, um pouco por toda a bacia mediterrânica, as ideias de Platão, e talvez, sobretudo, as suas ideias políticas.