melos

gr. mélos. Designa ao mesmo tempo o canto e a melodia. Na República III de Platão: "A melodia (tò mélos) é um composto que resulta de três elementos, as palavras, a harmonia e o ritmo". O ritmo desempenha um papel essencial na pedagogia platônica; Plotino, que não se preocupa com a educação das crianças, vê no ritmo um dos sentidos da vida inteligível ela mesma (v. Tratado 38 e Tratado 5 que fala de "ritmo inteligível"). [Brisson]