Tratado 30 (III, 8) - Sobre a contemplação

Plotin Traités 30-37. Dir. Trad. Luc Brisson e Jean-François Pradeau. GF-Flammarion, 2006


Redigindo este texto, Plotino quis manifestamente aí apresentar, em as resumindo e as ordenando umas às outras, as principais teses de uma doutrina bem estabelecida. O conteúdo já redigido dos vinte nove primeiros tratados editados por Porfírio deu lugar a precisões, exames ou caracterizações sobre as quais Plotino parece se apoiar para propor o que se pode arriscar a designar como uma introdução a sua própria filosofia. Não que Plotino aí resuma o conjunto de seu ensinamento, mas porque recorda aqui o que são as realidades principais em explicando com muita simplicidade a maneira das quais elas se engendram umas às outras e a maneira ainda pelas quais se constituem e se formam umas em relação às outras.
A seguir versões em inglês, francês e espanhol do tratado. Para uma apresentação mais detalhada do tratado, por parágrafo ou capítulo, com comentários visite Eneada-III-8.