Aubry: Tratado 53 — Comentários

O Tratado-53 foi posto por Porfírio no início das Enéadas; no entanto é o penúltimo que Plotino compôs. Pode ser surpreendente que a ordem didática vá assim ao inverso da ordem cronológica. A razão é no entanto legível desde as primeiras linhas do texto: este é com efeito tecido de reminiscências do [:Primeiro-Alcibiades]]; assim como ele ;e regido pelo preceito "conhece-te a ti mesmo". Logos reveste a mesma função: assim como, no cursus de estudo neoplatônico, o Primeiro-Alcibiades figurava de introdução à obra de Platão, da mesma maneira o Tratado-53 representa o preâmbulo às Enéadas. Não constitui somente uma introdução aos tratados éticos agrupados por Porfírio na Primeira Enéada, mas à obra inteira de Plotino.