logikos

gr. logikós = lógico, que pertence à razão, lógico. As obras de lógica de Aristóteles não levam esse título, que aparece mais tarde nesse sentido precisom provavelmente com os estoicos, No neutro, to logikon = alma racional.

logikos

Os filósofos clássicos identificaram a lógica a uma arte de pensar, e nela se faz o conhecimento dos procedimentos necessários que segue o sujeito em sua démarche cognitiva. De maneira mais técnica o primeiro corpo de doutrina lógica totalmente constituído é fornecido pelos Primeiros Analíticos de Aristóteles, onde se encontra formulada a teoria dos silogismos. A lógica é então uma disciplina formal, ela não se preocupa com o conteúdo do raciocínio. [Notions Philosophiques]

Reale: Sócrates e a função da lógica

Durante muito tempo, considerou-se que, com seu método, Sócrates havia descoberto os princípios fundamentais da lógica do Ocidente, ou seja, o conceito, a indução e a técnica do raciocínio. Hoje, entretanto, os estudiosos mostram-se muito mais cautelosos. Sócrates pôs em movimento o processo que levaria à descoberta da lógica, contribuindo de modo determinante para essa descoberta, mas ele próprio não a alcançou de modo reflexo e sistemático.

synagoge

synagôgê: coleção

É o tipo platônico de «indução» (para o tipo mais normal de indução, i. é, uma coleção de exemplos individuais que conduzem a um universal, ver epagoge) que deve preceder uma divisão (diairesis) e que é um panorama das formas (eide) específicas que podiam constituir um gênero (Fedro 265d, Soph. 253d). Um exemplo é o Soph. 226a, e o processo é também sugerido na Republica 533c-d, e nas Leis 626d; ver diairesis. [Termos Filosóficos Gregos, F. E. Peters]

apodeixis

apódeixis: ação de evidenciar, demonstração, prova

Na metodologia técnica aristotélica apodeixis é uma demonstração silogística que, se as premissas forem verdadeiras e essenciais, conduzirá à episteme (Aristóteles, Anal. post. I, 71b-72a). Os indivíduos não estão sujeitos a definição e, por isso, são indemonstráveis (Aristóteles, Metafísica 1039b); ver dialektike, katholou. [Termos Filosóficos Gregos, F. E. Peters]

Eutidemo

Contra as falácias dialéticas dos sofistas.

Resumo de Jean Brun
No Eutidemo, em que Sócrates denuncia também a vaidade do saber enciclopédico dos sofistas, é-nos dito que, mesmo que existisse uma ciência capaz de tornar imortal, de nada serviria se não soubéssemos usar essa imortalidade. Precisamos, então, de um saber que ao mesmo tempo produza e saiba usar aquilo que produz (289 b).