Estudos e estudiosos

Segundo o excelente "A Companion to Socrates (Blackwell Companions to Philosophy)", editado por Sara Ahbel-Rappe e Rachana Kamtekar, foi a obra de Gregory Vlastos, juntamente com a de seus estudantes e associados que articularam uma forte tese identificando o Sócrates histórico com o Sócrates dos primeiros diálogos de Platão. Vlastos utilizou o instrumental da filosofia analítica no estudo das perspectivas e argumentos filosóficos do primeiros diálogos de Platão, e descobriu neles algumas teses importantes — que virtude é conhecimento, que virtude é necessária para a felicidade, que é melhor sofrer do que cometer injustiça, que é impossível agir contrariamente ao conhecimento do que é bom, que piedade é fazer o bem — associadas com um modo de argumentação que servia para estabelecer, de certa maneira, estas verdades mas, acarretava tão somente na revelação aos interlocutores que eles também, assim como Sócrates, eram ignorantes da matéria crucial em questão, qual seja, conduzir uma vida boa. Este modelo, provou ser extremamente produtivo.

A seguir apresentamos alguns estudos sobre a vida e o pensamento de Sócrates, nem sempre alinhados com o caminho traçado por Vlastos.