gnôthi seautón

gr. gnôthi seautón: "Conhece-te a ti mesmo." Fórmula atribuída pela primeira vez por Antístenes a Tales (DL., I, 40). Segundo Demétrio de Falero, seu autor seria Quílon de Lacedemônia (Müllach, fr. 3). E também encontrada em Pítaco (Sentenças, 16). Sócrates viu-a inscrita no frontispício do templo de Apolo em Delfos (Xenofonte, Mem., IV, II, 24). v. Epicteto [Leituras, I, XVIII, 17). [Gobry]

Alcibiades

Socrates, we are told by Plutarch, had discovered in the countenance of Alcibiades, then in his puerile age, the signs of an ingenuous and noble disposition. Having thence conceived expectations of the boy's becoming an extraordinary man, he had from that time, as we are told in this dialogue, been a constant observer of all his motions, sayings and actions. When Alcibiades was grown up to his full stature, he was followed and surrounded, wherever he went, by such as admired the handsomeness of his person.

Aubry: Conhecer-se a si mesmo

Segundo Aubry (2004, p. 19-22), O desafio do Tratado-53 reside na identificação deste "ti-mesmo" que o preceito délfico propõe, ou impõe, como objeto de elucidação. Ora, este "ti-mesmo" a conversão à interioridade não basta para desvelá-lo. De fato, ela não nos dá então acesso senão ao mim-mesmo sensível, empírico, ao sujeito apaixonado. O tratado se abre assim sobre um litania das paixões (Eneada-I, 1, 1). Eis aí os dados imediatos da consciência, o que, do sujeito, se revela de pronto.

Sorabji: Autoconsciência

Nossa autoconsciência era um tema muito importante para os neoplatonistas, porque, de Jâmblico em diate, viam o dito délfico "Conhece-te a ti mesmo" como o portal para o conhecimento de Platão e de toda a Filsofia e, como Agostinho aprendeu dos neoplatonistas, procuravam Deus dentro.

gnôthi seautón

gr. gnôthi seautón: "Conhece-te a ti mesmo." Fórmula atribuída pela primeira vez por Antístenes a Tales (DL., I, 40). Segundo Demétrio de Falero, seu autor seria Quílon de Lacedemônia (Müllach, fr. 3). E também encontrada em Pítaco (Sentenças, 16). Sócrates viu-a inscrita no frontispício do templo de Apolo em Delfos (Xenofonte, Mem., IV, II, 24). v. Epicteto [Leituras, I, XVIII, 17). [Gobry]

Cármides

Sobre a temperança (sophrosyne). Sócrates foi um bom educador e não um corruptor da juventude. Toma distância do ensinamento socrático impugnando o gnothi seauton e a redução da virtude à ciência. Tenta definir cientificamente a temperança, mas chega a uma conclusão negativa.


Wikipedia: Português; Espanhol; Francês; Inglês (mais completa)