Brun: Textos e Fontes

Todas as obras dos Pré-Socráticos estão hoje perdidas; apenas alguns fragmentos mais ou menos importantes nos foram transmitidos no decorrer dos séculos por diferentes vias.

A) Citações feitas por autores posteriores. - As principais fontes são Platão, Aristóteles, os Estoicos, Sexto Empírico, Cícero e os Neoplatônicos. Importa acrescentar os Moralia de Plutarco (século I-II d.C.); obras de Clemente de Alexandria (século II-III d.C.): 0 Pedagogo, O Protréptico, os Stromata; textos de Orígenes, autor cristão contemporâneo de Clemente de Alexandria, de quem foi aluno, e que nos deixou estudos de exegese: Dos Primeiros Princípios, Contra Celso; obras de Eusébio de Cesareia, bispo natural da Palestina, onde nasceu em 264 e falecido em 315: as Crônicas, a História Eclesiástica, a Demonstratio Evangélica, a Praeparatio Evangélica.

B) Os doxógrafos. - São polígrafos que resumem sem gênio as ideias dos grandes autores ou classificam por rubricas gerais as opiniões dos filósofos respeitantes a tal ou tal problema. Os principais são:

Teofrasto de Erese, sucessor de Aristóteles na direção do Liceu e autor dos célebres Caracteres; possuímos grandes fragmentos das suas Opiniões.

Um resumo estoico do século I a.C., utilizado por Varrão e Cícero e denominado Vetusta Placita por Diels.

Aécio (século II d.C.), que foi a fonte provável de Estobeu e do Pseudo--Plutarco.

Ario Dídimo de Alexandria (séc. Ia.C,-Id.C.), mestre de Augusto; alguns extractos seus foram-nos conservados por Estobeu.

O Pseudo-Plutarco, a quem se atribui os Placita Philosophorum e os Stromata (Miscelâneas).

Galieno (séc. II d.C.), a quem se atribui uma História da Filosofia.

Mas as doxografias mais importantes encontram-se nos três autores seguintes:

Hipólito, escritor eclesiástico grego, que viveu em Roma no século III d.C. e escreveu Refutações de todas as Heresias.

Diógenes Laércio (século II-III d.C.?), de quem possuímos dez livros sobre Vida, Doutrinas e Sentenças dos Filósofos Ilustres.

Estobeu (século V d.C.), autor de extractos de escritos gregos, do qual possuímos as Éclogas e o Florilégio.

C) Os biógrafos. - Os principais são:

Sotião de Alexandria (século III a.C.), que escreveu Sucessões dos Filósofos (').

Hérmipo de Esmirna (séc. III a.C.), autor de Vidas, frequentemente citadas.

Sátiros (séc. II a.C.), que escreveu Vidas, mencionadas repetidas vezes.