Poema de Parmênides - Fragmento 2

EUDORO DE SOUSA

2. «Pois bem; vou dizer — e tu acolhe as minhas palavras depois de as escutar — quais são os caminhos da inquirição, os únicos pensáveis. Um caminho: 'que é' e não é possível não ser. Esta é a via da persuasão (e a persuasão acompanha a verdade). Outro caminho: 'que não é' e necessariamente (existe) o não-ser. Por esta via, digo-te eu, nada se pode aprender; pois nem poderias tu conhecer o não-ente (porque não é possível) nem dizê-lo.»


BARBARA CASSIN

Vem que enuncio — mas tu, encarrega-te do relato que terás ouvido —
quais vias de investigação são únicas a pensar:
uma que é e que não é não ser,
é o caminho da persuasão, pois ele segue a verdade;
outra que não é e que é necessidade de não ser,
esta, eu te indico que é uma trilha de que não se pode nada saber
pois tu não poderias conhecer isto que, em todo caso, não é (pois não se pode chegar à conclusão)
nem exprimi-la


PETER KINGSLEY

Farei a fala; e cabe a ti
levar minhas palavras uma vez as tenha ouvido.
O que te direi é que caminhos de inquirição,
e que caminhos somente, existem para o pensar.
O único caminho, que é, e não é possível não ser,
é o caminho da Persuasão; pois a Persuasão é
o atendente da Verdade. E quanto ao outro,
que não é, e é necessário não ser:
este, posso te dizer, é um caminho do qual nenhuma notícia
retorna. Pois não há maneira que possas reconhecer
o que não é — não há nenhum viajar este caminho —
ou dizer algo sobre ele.

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer